Similar Posts

2 Comments

  1. Algo que sempre me intriga em relação a degustação é a profusão de aromas mencionados por quem analisa uma cerveja. Algumas vezes ultrapassam o limite do bom senso, já li textos dizendo que o aroma da cerveja remetia a suor de cavalo. Partindo da premissa que a descrição dos aromas estão ligados a memória olfativa, quais cuidados um iniciante deve tomar para fazer uma descrição aromática de uma cerveja?

    1. Salve Marcio, tudo bem? Concordo contigo que tem que ter relação com a memória olfativa. Nesse caso específico do suor de cavalo, é uma descrição comumente utilizado no mundo do vinho e também no das cervejas para descrever os aromas “azedos/funky” que remetem a cheiro animal. Portanto descrições que se encontram em livros. Como também: orvalho do floresta, frutas de bosque, …. e por ai vai. A dica que posso te passar é a seguinte, utilize o que está no teu vocabulário, o que está no teu dia a dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *