Bem-vindo
Bem-vindo à Mestre-Cervejeiro.com, a maior rede de lojas de cervejas artesanais do Brasil.
Quem somos
Lojas Físicas
Mais de 60 lojas espalhadas pelo Brasil. Encontre a mais próxima de você.
Nossas lojas
Cervejas e produtos
Mais de 3.500 cervejas cadastradas, além de uma ampla variedade de produtos da cena cervejeira.
Produtos da marca
Produtos próprios, tanto cervejas quanto acessórios, vendidos exclusivamente nas lojas da rede.
Seja um franqueado
Seja um franqueado da maior rede de lojas de cervejas artesanais do Brasil.
Saiba mais
Compre Online
Receba as melhores cervejas em casa! Conheça a Loja Virtual
Loja Virtual
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • Bem-vindo
  • Lojas Físicas
  • Cervejas e produtos
  • Produtos da marca
  • Seja um franqueado
  • Compre Online

Galeria de Fotos

São mais de 60 lojas em todo o Brasil, com uma oferta de mais de 3500 rótulos de cerveja cadastrados. Cada loja opera com 150 a 350 rótulos, além de uma diversidade de presentes e acessórios da Cultura da Cerveja.
  • Desde 2004 no mercado
    O Mestre-Cervejeiro.com promove a Cultura da Cerveja há 16 anos. Através de conteúdo e das nossas lojas.
  • Ambiente para todos
    As nossas lojas estão abertas para todo tipo de público, do curioso ao cervejeiro experiente. Todos são bem vindos, inclusive crianças e também os bichinhos de estimação.
  • Os mais diversos estilos
    As cervejas também são para todos os gostos, dos mais diversos estilos, das nacionais de micro cervejarias e as importadas. O que importa é a diversidade e a qualidade.
  • Tomadas e Wi-Fi
    As lojas além da grande oferta de produtos, espaço para degustação, também contam com bancadas com tomadas e wi-fi aberto para os clientes. Já pensou em variar o seu ambiente de trabalho?
  • Viva a Cultura da Cerveja!
    A cerveja não se limita ao copo, saiba mais sobre a bebida de maior consumo do planeta. Acesse o nosso conteúdo sobre cerveja, exclusivo feito por nós, que é referência no mercado cervejeiro.

Mestre-Cervejeiro.com Escritório Central
Atendimento de seg a sex das 9h as 18h.

41 3117-9155

Lojas: para horários de funcionamento, verifique com cada localidade

 

imageArtigos

Aulas de cerveja na panela e muito mais!

Cerveja não é assunto apenas para um descontraído bate-papo entre amigos em torno de uma mesa de bar, a bebida também é tema para ser levado à sala de aula. Em Curitiba, a iniciativa da micro-cervejaria Bode Brown de promover a troca de informações sobre a produção, o consumo e a cultura da cerveja resultou na primeira escola cervejeira gourmet do Brasil, a Escola da Cervejaria Bode Brown.


Iniciativa pioneira no país quer difundir a produção das bebidas artesanais e gourmet

pic8.jpgCerveja não é assunto apenas para um descontraído bate-papo entre amigos em torno de uma mesa de bar, a bebida também é tema para ser levado à sala de aula. Em Curitiba, a iniciativa da micro-cervejaria Bode Brown de promover a troca de informações sobre a produção, o consumo e a cultura da cerveja resultou na primeira escola cervejeira gourmet do Brasil, a Escola da Cervejaria Bode Brown.

pic5.jpgOs cursos abordam temas como a fabricação caseira da bebida, sua história e o futuro do consumo das chamadas cervejas gourmet em mercados incipientes ainda, como o brasileiro. De acordo com o proprietário da Bode Brown, Samuel Cavalcanti, as primeiras turmas são formadas principalmente por profissionais e estudantes de gastronomia e áreas afins. “Partindo deles, podemos transformar esse mercado de forma mais rápida. Eles entendem de gastronomia e vinho, mas quando se fala de cerveja é uma caixa preta”, observa Cavalcanti, que aposta na formação do futuro público consumidor dos produtos da própria Bode Brown.

A cervejaria aguarda a concessão das licenças obrigatórias para começar a vender sua produção. “É um processo muito moroso. Enquanto as licenças não saem, vamos formando opinião”, afirma o cervejeiro. Além de abrigar os cursos, a sede da Bode Brown é ponto de encontro de cervejeiros artesanais e micro-cervejeiros que se reúnem todas as sexta-feiras, das 17 às 20h, para degustarem e avaliarem as bebidas. “Não é um ambiente de bar, é um centro de discussão técnica e pesquisa. Depois continua a conversa no bar”, afirma Cavalcanti, convidado este ano para integrar o júri do Concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn.

pic4.jpgFormado em Química Industrial pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), em 2000, Cavalcanti começou a se interessar pela cerveja na época de faculdade, mas não como os colegas. “Enquanto muitos bebiam volume, eu ficava imaginando os bastidores da produção”, conta. “Sempre fui amante da bebida, embora não fosse um bebedor assíduo”, completa.

A paixão pelo processo de fabricação da cerveja o levou, em 2009, a aperfeiçoar seus estudos no curso Craft brewing in pratice (Cerveja artesanal na prática), da universidade alemã Versuchs und Lehranstalt für Brauerei (VLB), em Berlim. Mas segundo Cavalcanti, não é preciso ser especialista para produzir a bebida em casa. “Um advogado, um administrador, um porteiro podem fazer cerveja”, garante.

Serviço:Escola da Cervejaria Bode Brown
Rua Carlos de Laet, 1015, Hauer
Curitiba, PR – Brasil
Tel.: (41) 3276-1560
http://www.www.bodebrown.com.br

imageArtigos

Trevos, cervejas e muita coisa verde

O St. Patrick’s Day, ou dia de São Patrício, é comemorado no dia 17 de março em diversos lugares ao redor do mundo. Neste dia, muitos vestem-se de verde e vão aos seus “pubs” favoritos beber em especial uma Guinness. Mas poucos sabem a razão dessa comemoração.


St. Patrick´s DayO St. Patrick’s Day, ou dia de São Patrício, é comemorado no dia 17 de março em diversos lugares ao redor do mundo. Neste dia, muitos vestem-se de verde e vão aos seus “pubs” favoritos beber em especial uma Guinness. Mas poucos sabem a razão dessa comemoração.

St. Patrick nasceu na Inglaterra perto do final do século IV. Aos 16 anos foi sequestrado e levado à Irlanda por um grupo de irlandeses que atacavam as terras de sua família. Na Irlanda, ele viveu isolado e dedicou-se à religião, tornando-se um cristão devoto. Ficou conhecido, e tornou-se o santo patrono da Irlanda, por ter convertido os irlandeses ao Cristianismo na metade do século V.

Conhecedor das crenças e costumes da Irlanda, St. Patrick procurou incorporar os rituais tradicionais em seus ensinamentos cristãos, ao invés de tentar erradicá-los. Isso permitiu que os irlandeses aceitassem mais facilmente a doutrina cristã.

A cultura irlandesa é muito rica em tradições, lendas e mitos, assim, não é surpresa que a história que cerca a vida de St. Patrick tenha sido, ao longo do tempo, distorcida e exagerada.

Acredita-se que St. Patrick faleceu no dia 17 de março, lá pelos idos do ano 460, dia esse declarado como o “St. Patrick’s Day”.

Inicialmente, era uma festa religiosa que, aos poucos, tornou-se o fenômeno global que é hoje. Na Irlanda, até os anos 70, a lei exigia que os “pubs” fossem fechados no dia 17. Foi a partir de 1995 que o governo da Irlanda resolveu fazer uma campanha nacional para usar o dia de São Patrício para atrair turistas e movimentar a economia.

A campanha foi um sucesso. No ano passado, estima-se que quase 1 milhão de pessoas participaram das festividades em Dublin.

Engana-se, porém, quem acha que a primeira parada em homenagem à St. Patrick aconteceu na Irlanda. Soldados irlandeses do exército britânico marcharam, pela primeira vez que se tem notícia, através da cidade de Nova Iorque em 17 de Março de 1762. Essa marcha, ao som de sua música nativa, deu origem à parada que leva, atualmente, aproximadamente 3 milhões de pessoas a assistir à procissão de quase 5 horas de duração.

Também nos Estados Unidos, cidades como Boston, Chicago e Filadélfia promovem as tradicionais paradas levando milhares às ruas.

O fenômeno que pinta as ruas de verde já se tornou febre mundial, sendo celebrado, além de nos Estados Unidos e Irlanda, no Canadá, Austrália, Japão, Brasil, Singapura e Rússia, para citar alguns.

Nesses locais, a festa dura uma semana, com paradas, shows, atrações folclóricas e fogos de artifício.

Chicago, que abriga uma das maiores colônias irlandesas dos Estados Unidos, é um local muito bacana de se conhecer durante as festas de St. Patrick.

O rio que leva o nome da cidade é tingido de verde. O tradicional time de basquetebol dacidade, oChicago Bulls,veste seuuniforme verde – o original é vermelho. Os “pubs” se enfeitam e capricham na cerveja – muita Guinness e até cerveja verde. Grupos tradicionais irlandeses, como os Chieftains, lotam o Chicago Theater. Bandas de todos os lugares tocam em diversos locais da cidade. A parada é imperdível. O show de fogos também. Enfim, muita diversão bem ao estilo irlandes.

Aqui no Brasil vários bares e restaurantes fazem festas temáticas na semana do dia 17 de março, seguindo o que já virou tradição ao longo dos últimos anos.

Agora é escolher o seu “pub” preferido e participe dessa festa!

Se encontrar alguma resistência por parte de algum ou algumainfiel, lembre-se que é uma festa religiosa e que o sacrifício é necessário. 🙂

E Viva São Patrício!

Fonte de pesquisa e fotos: History.com

Cervejas Escuras

A exemplo da Pilsen, muito consumida por aqui, outro estilo de cerveja que agrada o paladar dos brasileiros e está caindo no gosto de todos é o das cervejas de malte tostado, as cervejas escuras. Com seus aromas de torrefação, remetendo a café, chocolate amargo, balas toffee, entre outras delícias, despertam a atenção de inúmeros consumidores habituais de cervejas gourmet, e a cada dia conquistam novos adeptos.


Oferta em ascensão aproxima os brasileiros do universo das cervejas de malte tostado

Cervejas EscurasA exemplo da Pilsen, muito consumida por aqui, outro estilo de cerveja que agrada o paladar dos brasileiros e está caindo no gosto de todos é o das cervejas de malte tostado, as cervejas escuras. Com seus aromas de torrefação, remetendo a café, chocolate amargo, balas toffee, entre outras delícias, despertam a atenção de inúmeros consumidores habituais de cervejas gourmet, e a cada dia conquistam novos adeptos.

Até algum tempo atrás, este tipo de cerveja gerava certo preconceito entre muitos. Atitude fácil de ser entendida, pois o que tínhamos à nossa disposição eram cervejas escuras com pouco corpo e bem adocicadas, as cervejas conhecidas como Malzbier. Havia também muitas lendas. Como a de que cervejas escuras ajudam a aumentar o volume do leite materno. Ou ainda, que são cervejas adocicadas, portanto, próprias para as mulheres. Cada absurdo! Mas, como sempre dizemos nesse universo das cervejas gourmet que a cada dia vamos desbravando um pouco mais, felizmente este cenário está mudando. E, para a nossa sorte, sempre para melhor.

A oferta de cervejas de malte tostado está cada dia maior. Tanto nacionais, como importadas, de microcervejarias ou de grandes marcas, dos mais variados estilos, indo desde Schwarzbiers, passando por Porters e Stout, até cervejas de estilos especiais que levam adição de café ou chocolate. Cervejas que podem apresentar pouco corpo a muito encorpadas, quase viscosas. Cervejas com pouca ou com longa persistência aromática, cervejas carbonatadas, com ou sem nitrogênio. Cervejas que até pouco tempo não se cogitava apreciar em dias quentes, tampouco que pudessem proporcionar uma harmonização perfeita com churrasco ou sobremesas de chocolate.

Em meus eventos de harmonização, volta e meia surpreendo os convidados com esta velha conhecida nossa: malte tostado e sobremesas a base de chocolate. Hmmm… Sim, quem conhece sabe o que estou dizendo. Quem ainda não provou, em um primeiro momento pode estranhar: “O quê? Cerveja combina com sobremesas? E ainda as de chocolate?”. Sim, essas de malte tostado harmonizam muito bem. O casamento é perfeito.

Alguns estilos e algumas cervejas disponíveis no mercado nacional:

Schwarzbier ou Dunkel Lagers ou ainda Dark lagers

  • Eisenbahn Dunkel – Brasil
  • Bamberg Schwarzbier – Brasil
  • 1795 Original Czech Lager – Dark – Rep. Tcheca

Stout

  • Guinness – Irlanda
  • Murphy´s Irish Stout (em breve) – Irlanda
  • Coopers Best Extra Stout – Austrália
  • Klein Bier Stout – Brasil
  • Baden Baden Stout – Brasil
  • Meantime London Stout – Inglaterra

Porter

  • Fuller´s London Porter – Inglaterra
  • Meantime London Porter – Inglaterra
  • Harviestoun Old Engine Oil – Escócia

Escuras com Ingredientes Especiais

  • Colorado Demoiselle – Brasil
  • Meantime Coffe Porter – Inglaterra
  • Meantime Chocolate – Inglaterra

[div class=”notice” class2=”typo-icon”] Sobre o autor

Daniel WolffDaniel Wolff é sommelier, especialista em cervejas, e editor do Mestre-Cervejeiro.com

Fale com ele: Facebook, Twitter ou Email

[/div]

Desde 1995 trabalhando com cervejas especiais

Visionário do segmento das cervejas especiais no Brasil, Marcelo Moss trabalha no mercado cervejeiro desde 1995. Foi um dos fundadores da cervejaria Baden Baden e acreditava como muitos que o universo das cervejas se limitava, segundo ele mesmo, “ao líquido sem graça das grandes marcas”.

Saiba Mais

 

imageColunas

É sempre bom ficar por dentro

Para quem gosta da arte das cervejas, quer saber um pouco mais e ficar por dentro das principais novidades do setor, uma boa opção são as revistas especializadas no assunto


Para quem gosta da arte das cervejas, quer saber um pouco mais e ficar por dentro das principais novidades do setor, uma boa opção são as revistas especializadas no assunto.

No Brasil temos a Beer Life, que já está na sua 6ª edição – além de sua edição de lançamento.

Desde 2007 a Casa Dois Editora publica anualmente a revista Guia da Cerveja, cujas edições ainda podem ser adquiridas pela própria loja virtual da editora. O guia traz boas matérias e um checklist das cervejas disponíveis no Brasil para você ir marcando quais já degustou.

Outra alternativa são as revistas importadas, como a The Beer Magazine e All About Beer, que podem ser encontradas em livrarias nas principais capitais brasileiras.

O preço das importadas, devido aos impostos de importação, acaba ficando um pouco “salgado” para o bolso de muitos. Mas existe uma outra boa opção, para quem gosta dessas publicações e não quer deixar de lado as informações, a possibilidade de ler e assinar as edições online.

O site especializardo em revistas digitais Zinio, disponibiliza as versões online da revista americana The Beer Magazine e a da canadense TAPS. Você pode comprar qualquer edição avulsa ou ainda, se não quiser perder nenhuma edição, fazer a assinatura completa de todas as edições diponíveis das revistas. O valor de uma assinatura anual custa menos do que uma única edição importada comprada por aqui. Vale a pena!!

O apelo social dessas revistas digitais também é interessante. Com o aumento das edições online, menos revistas serão impressas, economizando papel e salvando árvores.

Em Curitiba, você poderá adquirir as revistas especializadas bem como livros sobre cerveja na loja física recém inaugurada do portal Mestre-Cervejeiro.com, que fica localizado no bairro do Batel, no Shopping Hauer, na Rua Cel. Dulcídio, 775 loja 2.

Quem é o colunista

Luis Celso Jr.André Diniz é sócio-fundador e atual presidente do Curitiba Beer Club – confraria de apreciadores e conhecedores de cervejas dos mais diversos tipos e lugares. Já degustou centenas de cervejas e livros relacionados ao tema. Durante as suas viagens tanto no Brasil quanto no Exterior sua sede por novidades é inesgotável.