Conversamos com Marcelo Stein, diretor responsável por uma das maiores importadoras do país: a Bier & Wein. Há mais de 20 anos no mercado, a importadora é responsável por inaugurar no Brasil – e com sucesso! – o segmento Weissbier

Marcelo Stein curtindo uma Samichlaus Bier e um cubanoTudo começou há mais de 20 anos. Quando Marcelo Stein, na época consultor de empresas, percebeu que no Brasil não havia ainda um mercado específico destinado às cervejas premium. Foi aí que surgiu a idéia! Stein juntou-se a empresa de seu pai Gerhard Harald Stein, a Bier & Wein(BUW), e começou o comércio de importações de cervejas. Aos 43 anos, o carioca – atualmente cidadão paulista – formado em engenharia, comemora o sucesso da sua importadora e se diz orgulhoso por ter aberto o espaço paras as Weissbier no país. Segundo ele, “o maior acerto!”. Depois disso, além das alemãs, cervejas de várias partes do mundo, como austríacas, belgas, holandesas, irlandesas, canadenses e tchecas passaram a compor o portfólio da Bier & Wine. Confira a entrevista na íntegra e as novidades que estão por vir na BUW.

Como começou a história da Bier & Wein?

Nossa empresa tem mais de 20 anos, mas começamos a importar cervejas apenas em 1993. Meu pai já trabalhava com comércio exterior e em 1991 eu era consultor de empresas e fui contratado pela distribuidora da Cerpa, em São Paulo, para um projeto de reestruturação comercial. Na época o mercado de cervejas no Brasil era totalmente não segmentado. A Cerpa foi a pioneira em lançar um produto diferenciado. Isto me chamou a atenção e percebi que havia uma lacuna a ser preenchida com as cervejas premium. Num país como o nosso, com diversidades culturais e econômicas tão grandes é impossível atender a todos os consumidores com um único tipo de cerveja! Esta foi minha entrada no mundo da cerveja e fui “fisgado” por esta paixão pelo mercado. Dois anos mais tarde eu me juntei à empresa de meu pai (Gerhard Harald Stein, atual presidente da empresa) e começamos a importar cervejas

Marcelo Stein (esq.) junto com Daniel Cabo (dir.) – Diretor de Exportação Erdinger America Latina – na entrega do Erdinger Awards 2007 ao bar Frangó de Cásio Piccollo (ao centro) – São Paulo, SP

Anteriormente o foco da importadora eram cervejas alemãs, e atualmente vocês trabalham com outras nacionalidades. Por que houve essa mudança?

Começamos com as alemãs por várias razões. Primeiro, pela cultura das cervejas alemãs serem forte no Brasil. Segundo, pela facilidade que temos de transitar na Alemanha por sermos da mesma origem. Em 2000 lançamos a alemã – Erdinger – que inaugurou o segmento de Weissbier no Brasil. Foi nosso maior acerto! Ela tornou-se um sucesso. Antes dela, a cerveja no Brasil tinha que ser gelada, transparente e tomada em copo pequeno para não esquentar. Imagine o impacto causado ao consumidor em um bar ao ver o garçom realizar o ritual de servir a Erdinger, turva, num “copão” de meio litro! A partir daí, à medida que percebemos uma maior demanda para cervejas especiais começamos a ampliar nosso portfólio para outras origens.

BUW sempre presente nas melhores feiras e eventos – ótima oportunidade para provar as novidades da importadora

O mercado americano tem um movimento muito forte das cervejas especiais (craft beers) e até agora nenhum importador se interessou por esse mercado. Vocês têm planos de entrar nesse segmento? Ou há algum impedimento?*

Não se trata de dificuldades de negociação. Estive recentemente na World Beer Cup – Copa do Mundo Cervejeira, que aconteceu nos dias 15 e 16 de abril –, em San Diego, e a importação de cervejas americanas é totalmente possível. Foi uma viagem magnífica e tive o prazer de presenciar uma das cervejas que representamos no Brasil, a “La Fin du Monde”, da canadense Unibroue, receber medalha de ouro na categoria “strong pale ale”, estilo belga.

* Isso porque geralmente os americanos, para negociações internacionais, sempre querem fechar um contrato por anos, e com um alto volume.

Qual é a sua percepção das cervejas nacionais especiais? Estamos conseguindo seguir um padrão de qualidade e nos aproximando das cervejas especiais importadas?

A qualidade das cervejas especiais no Brasil melhora a cada dia e já dispomos de excelentes opções nacionais. É com muita satisfação que observo esta evolução. Acompanhamos desde o início, conforme comentei, um tempo em que não havia qualquer segmentação no mercado brasileiro de cervejas. É com orgulho que percebo que ajudamos a influenciar e motivar, com o trabalho que realizamos através dos anos, vários dos cervejeiros de hoje.

Nosso entrevistado comemorando a premiação da World Beer Cup junto com os diretores e o mestre-cervejeiro da canadense Unibroue

Vocês têm no portfólio marcas importantes do cenário mundial, como as alemãs Erdinger, HB München e a irlandesa Guinness. Como é trabalhar com essas empresas?

Todas estas empresas exigem atenção e resultados. Não é nada fácil atender a todos e a resposta é muito simples: temos que ser o mais profissional possível.

Como o fabricante no exterior vê o mercado brasileiro? Eles têm interesse no país?

O Brasil é o quarto maior mercado de cervejas do mundo. Isto por si só, já aguça o desejo de ter sua marca trabalhada em nosso país. O outro lado da história, que uma análise mais profunda revela, é que existem grandes obstáculos a um trabalho de distribuição de cervejas especiais para o pequeno produtor ou importador. Posso citar a alta tributação, a concorrência com as grandes cervejarias nacionais que dominam os pontos de venda com investimentos em troca de exclusividade, entre outros…

Nas convensões anuais da equipe de vendas da BUW o que não pode faltar é motivação e... ...barril de Erdinger! – Esta foi a nossa sujestão!

Atualmente vocês têm lojas e depósitos em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba. Pretendem expandir para outros centros? Quais os planos futuros e metas para a Bier & Wein?

Contamos com parceiros distribuidores que complementam nossa estrutura própria. Estamos comprometidos com o mercado de cervejas especiais no Brasil. Hoje trabalhamos com marcas líderes estrangeiras, mas trabalhamos também com grandes marcas nacionais. Nossa especialidade é a construção de marcas e sua distribuição. Nosso crescimento será sempre de acordo com a demanda. Temos muitos planos, mas prefiro fazer um pouco de suspense e surpreender o mercado com as novidades que estão por vir.

 

Contato:Bier & Wein
Atendimento Nacional
Tel.: (11) 5641-6669 ou 5643-8584
www.buw.com.br