Similar Posts

15 Comments

  1. Só provei os estilos clássicos…. como: Schneider(Tap 1, 2, 4, 5, 6, e 7), Franziskaner Hefe-Weissbier Hell, Weihenstephaner(Hefeweissbier e Vitus Weizenbock), Paulaner Hefe-Weissbier Naturtrüb, Erdinger (Weissbier e dunkel) e Witbier Hoegaarden. E as nacionais: Falke Estrada Real Weiss, Eisenbahn weizenbier e a Backer trigo. Mas, já esta anotado essas que você provou.

  2. Fala Daniel,
    as cervejas de trigo não são as minhas preferidas, mas de vez em quando da pra encará-las tranquilamente, das que você provou hoje fiquei com curiosidade de conhecer a japonesa, e essa terceira cerveja que você provou pelas características que você nos contou no vídeo deve lembrar uma cerveja de trigo produzida pela BodeBrown com lúpulos americanos, o problema de se colocar lúpulo americano é que na minha opinião acaba descaracterizando um pouco o gosto da cerveja de trigo ne, pois o lúpulo “rouba” o sabor, mas como já comentei em vídeos anteriores adoro cervejas APA, portanto, ficam super boas também.

    1. Lucas, a Bodebrown HopWeiss é uma Weizenbier carregada com mais lúpulo como a Schneider Hopfenweisse e realmente ela fica com muitos sabores tanto das leveduras, maltes e lúpulos – mas eu gosto, entre as Weizenbier essas são as minhas preferidas. Já essa última, a North Coast Blue Star, é um outro estilo, e que vale a pena provar. Ela tem muito pouco as características das Weizen alemãs.

  3. Olá Daniel, tudo bem?
    Creio ser muito tradicional, mas adoro a Erdinger versão Urweisse, que não é filtrada e assim mantém resíduos de levedura suspensa na cerveja. É apresentada como “receita primitiva” e para mim é a melhor do estilo.
    Abraço.

  4. Adoro brejas de trigo mas preciso confessar que as wits estavam entre as que eu menos provei pois não era muito adepta aos cítricos, ERA, pois a Bodebrown me fez rever esse conceito (que os belgas me perdoem…!!!). A Blanche de Curitiba e a recente wit que fizeram pra Have a Nice Beer são muito boas, esses caras continuam na minha lista de “nunca desaponta”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *